terça-feira, 20 de setembro de 2016

MARA GABRILLI APOIA LUCIANO BAIXINHO Nº 15000 PARA VEREADOR DE CAPÃO BONITO




A DEPUTADA FEDERAL “MARA GABRILLI” APOIA LUCIANO BAIXINHO Nº 15000 PARA VEREADOR DE CAPÃO BONITO.

Mara Gabrilli, 48 anos, é publicitária, psicóloga, foi secretária da Pessoa com Deficiência da Prefeitura de São Paulo, vereadora na Câmara Municipal de São Paulo e atualmente é Deputada FEDERAL.

Em dezembro de 2011 foi avaliada pela Revista Veja como o terceiro melhor parlamentar do ano, entre os 513 da Câmara dos Deputados, sendo a primeira colocada entre as mulheres e entre os parlamentares de São Paulo. Em agosto de 2008, foi avaliada como a segunda melhor vereadora paulistana, entre os 55 vereadores, por estudo da ONG Voto Consciente. Como Deputada Federal, por cinco anos consecutivos foi laureada pelo Prêmio Congresso em Foco, onde ficou entre os melhores parlamentares da Câmara dos Deputados na visão de 186 jornalistas de 45 veículos de comunicação que cobrem o Congresso Nacional.

Além deste vídeo de apoio, Mara Gabrilli se comprometeu a me dar todo apoio e seu gabinete em Brasília estará a nossa disposição caso eu venha ser eleito vereador, encaminhei meu histórico político e nosso projeto de TCC a Praça da Inclusão.
Agora fiquei ainda mais animado confiante ainda de que a Praça da Inclusão poderá sair do papel e de um simples trabalho de TCC se tornar realidade.

POR ISSO MEUS AMIGOS, MAIS UMA VEZ PEÇO TEU VOTO DE CONFIANÇA, VOTE LUCIANO BAIXINHO Nº 15000
COM GERSON HUSSAR PREFEITO 15 E ZÉ MARIA VICE

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

CURRÍCULO POLITICO DO Luciano BAIXINHO 15000

 Minha vida política começou quando em 1992 fui convidado para pleitear uma cadeira no legislativo, aceitando o desafio, mesmo sem saber ao certo o que esperar, pois não entendia muita coisa a respeito. Na eleição seguinte, não me candidatei, pois acabei ficando sem legenda já que o então PRN tinha se acabado. Em 2000, filiado no PSL e em minha segunda campanha, fui um dos quatro candidatos mais votados com 193 votos.
Daí em diante, eu tomei gosto pela política, porém, comecei a enxergar o lado negativo também, pois haviam pessoas, políticos, que nem notavam minha presença e que depois começaram a me procurar, oferecendo legenda em troca de apoio. Em 2004, ainda pelo PSL tive minha maior votação, e mesmo com 425 votos não fui eleito. Foi então que comecei a participar da política com mais afinco e mesmo não sendo vereador, sempre que notava algo errado, lá estava eu, apontando e cobrando atitudes dos vereadores. As consequências disso foram muitas críticas e quanto mais criticado eu era, mais eu cobrava!
Somente em 2008, filiado ao DEM e mesmo tendo menos votos que a eleição anterior, eu fiquei como 1º suplente assumindo de seis de agosto de 2012 até o final da última gestão.
Analisando tudo que pude fazer em apenas cinco meses, sei que atuei com afinco, pois tive três Leis sancionadas pelo Executivo, sendo a principal a LEI Nº 3.715 DE 12/11/2012 de Acessibilidade Escolar. Este foi um projeto que sempre esteve entre minhas prioridades, pois quem sofre de dificuldades de locomoção, como eu, sabe de todas as barreiras que tive que enfrentar para concluir os estudos, e ainda que, por falta de transporte escolar, tive que fracionar em cinco desistências escolares, até concluir o terceiro colegial no ainda supletivo da Escola Padre Arlindo Vieira, já com 31 anos.
Fiz ainda 18 indicações de projetos visando melhoria para nossa cidade, mais de 30 requerimentos exercendo a principal função de um Vereador que é o de fiscalizar os atos do Prefeito.
Talvez, por isso, não consegui minha reeleição, pois enquanto eu estava focado na vereança, presente quase todos os dias na Câmara, os outros vereadores estavam nas ruas pedindo votos. Teve sessões que somente eu apresentei proposituras (requerimentos, indicações), pois, os outros doze companheiros estavam focados em suas campanhas.

NÃO FUI REELEITO EM 2012, PORÉM SAI COM A SATISFAÇÃO DE UM DEVER CUMPRIDO.
Segui contribuindo com o município, como cidadão crítico que sou e, em 2013, parei de me calar diante de alguns fatos que vinham ocorrendo em nossa cidade. Neste ano, protocolei um requerimento aos Parlamentares cobrando ações quando ao suposto NEPOTISMO CRUZADO (Pai, Mãe, Esposa de Vereadores trabalhando na Prefeitura). Infelizmente não deu em nada, pois os Nobres EDIs, ao invés de apurarem a denúncia, encontraram uma pequena irregularidade no meu requerimento e a usaram como desculpa para arquivar meu pedido e não investigar as supostas irregularidades.
Usando as Redes do Facebook criei alguns grupos de utilidade pública visando ajudar a população e entre vários destes, um dos destaques foi o grupo VagasEmpregos, com mais de 10 mil participantes o grupo EMPREGOS vem contribuindo para que algumas pessoas tanto de Capão Bonito como também da região possam voltar ao mercado de trabalho. Ainda temos outros grupos de DOAÇÕES, com quase 3 mil seguidores e que, além de prestar um serviço público, seus membros e amigos conseguem ajudar diretamente e indiretamente as pessoas, conseguiu-se até contribuir com uma cadeira de rodas, cadeiras de banho, andadores e muito mais.
Enfim, segui firme, lutando contra as diferenças sociais e questionando os atos administrativos de nosso Executivo e Legislativo local.
Foi quando no final de 2014 os vereadores aprovaram em sessão EXTRAORDINÁRIA o projeto que aumentou os SALARIOS do LEGISLATIVO, EXECUTIVO E DOS SECRETARIOS DE CONFIANÇA A LEGISLATURA DE 2016.

Achei um absurdo aprovar um aumento de salários no momento em que o país estava preste a entrar numa crise econômica. Como poderíamos aceitar um aumento desses no atual momento que estávamos vivendo? “O exemplo tem que vir de cima”. Era absolutamente inoportuno O AUMENTO. “Se a receita diminui, você não pode aumentar a despesa", afirma Gil Castello Branco, secretário-geral da ONG contas abertas.

Por outro lado, nas primeiras sessões de 2015 foi aprovado aumento de apenas 8,8 % para servidores de Capão Bonito, o PL Nº 002/2015 do executivo, que deu um reajuste para os funcionários em algumas categorias, aqueles que recebem até um salário mínimo teria um reajuste de 8,8 %.
Diante de tudo seguindo o exemplo de Santo Antônio da Platina PR, em 19 de agosto dei início ao abaixo assinado pedindo a REVOGAÇÃO do AUMENTO DOS SALARIOS DOS NOSSOS AGENTES POLITICOS.
Com o auxílio de amigos que preferiram ficar anônimos e principalmente com o apoio da população, conseguimos 2.598 (duas mil quinhentos e noventa e oito assinaturas).
Protocolamos o Projeto de Lei de Iniciativa Popular na Câmara em 23 de fevereiro de 2016, e apesar de todo o cuidado e procedimento adotado, ficamos alguns meses esperando a análise do jurídico da Câmara, que NOVAMENTE ALEGOU QUE O TEXTO DO MOVIMENTO NÃO SEGUIA AS LEIS REGIMENTARES.
Porém, na última sessão antes do recesso parlamentar, 27 de junho de 2016, um projeto mantendo os atuais salários para a próxima legislatura foi aprovado, com a abstenção dos vereadores Paulo Cecap e Heitor da Gelsa. Mesmo depois de colher mais de duas mil assinaturas e ficar demonstrado o interesse da população, nenhum dos vereadores fez qualquer menção ao nosso movimento.
Sempre ficarão as perguntas: - Se não tivéssemos feito nada, eles teriam recuado? Teriam revogado o aumento?
Esta e outras indagações ainda estão não só na minha cabeça como na cabeça da população e por isso, quero me eleger, porque sei que lutarei para responder aos anseios da população, pois esta é a minha principal bandeira: ATUAR EM PROL DA COMUNIDADE!


POR ISSO VENHO MAIS UMA VEZ PEDIR SEU VOTO DE CONFIANÇA, PARA VEREADOR:

LUCIANO BAIXINHO Nº 15000

COM GERSON HUSSAR PREFEITO 15 E ZÉ MARIA VICE
#AgoraVai #CapãoBonito



Facebook.com/lucianobaixinhoCB
Instagram.com/lucianobaixinho

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

AUMENTO DOS SALÁRIOS? REVOGAÇÃO JÁ!

Já iniciamos um ABAIXO ASSINADO, pedindo a revogação dos PROJETOS que aumentaram abusivamente os salários dos VEREADORES, PREFEITO, VICE-PREFEITO DOS SECRETÁRIOS de Capão Bonito e para que consigamos, precisamos de todos vocês que assim como eu, acha absurdo este aumento em plena época em que o país esta enfrentando uma séria crise econômica. Somente unidos poderemos conseguir. Segue no link o da FICHAS do abaixo assinado para aqueles que puderem nos ajudarem nos ajudar a conseguir as assinaturas.
Clique para fazer o DOWNLOAD DA FICHA DO ABAIXO ASSINADO.

“A UNIÃO DO REBANHO OBRIGA O LEÃO A DEITAR-SE COM FOME”.

Segue a baixo os salários atuais e para quanto irá passar na próxima legislatura:


VEREADORES 
SALÁRIO ATUAL R$ 3.961,54
Obs: (levando em base o critério dos 30% sobre os salários dos deputados estadual).
13 VEREADORES MÊS R$ 52.720,20
GASTO A MAIS NO ANO R$ 632.642,40
TOTAL EM 4 ANOS R$ 2.530.569,60 


PREFEITO 
SALÁRIO ATUAL R$ 13.582,42 

NOVO SALÁRIO R$ 18.500,00
GASTO A MAIS NO ANO R$ 59.010,96
TOTAL EM 4 ANOS R$ 236.043,84 


VICE - PREFEITO 
SALÁRIO ATUAL R$ 5.206,59  
GASTO A MAIS NO ANO R$ 51.520,92
TOTAL EM 4 ANOS R$ 206.083,68 


SECRETÁRIOS 
SALÁRIO ATUAL R$ 5.103,02 

NOVO SALÁRIO R$ 6.500,00
11 SECRETÁRIOS R$ 15.366,78
GASTO A MAIS NO ANO R$ 184.401,36
TOTAL EM 4 ANOS R$ 737.605,44 


TOTAL GERAL 4 ANOS R$ 3.710.302,56

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

CONCURSO DE FOTOGRAFIA – Tema Inclusão e Acessibilidade

II DIA DO DEFICIENTE DE CAPÃO BONITO.

“1º LUGAR DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA”


Fotografoda por:
Abgail Machado.



CONCURSO DE REDAÇÃO – Tema Inclusão e Acessibilidade

II DIA DO DEFICIENTE DE CAPÃO BONITO.

“1º LUGAR DO CONCURSO DE REDAÇÃO”
Yasmin Diniz Trettel – 3°A

TÍTULO: SENSIBILIZAÇÃO SOLIDÁRIA

            Todo indivíduo tem o direito de ir e vir, independente de sua necessidade especial ou mobilidade realizada, incluindo-se em espaços públicos ou privados, participando assim da inclusão e interação social.
            Contudo, percebemos que em nosso dia a dia, não há essa inclusão, pois órgãos governamentais não cumprem rigorosamente as leis decretadas e, por parte da população, não há sensibilidade fazendo com que o convívio e mobilidade das pessoas com necessidades especiais não sejam aproveitadas de tal forma, ocasionando a inclusão. Segundo Susan e William Stainback, escritores de um guia para educadores, “Inclusão é uma consciência de comunidade, uma aceitação das diferenças, é uma co-responsabilização para atender às necessidades de outros”, como órgãos governamentais e parte da população não têm, usa essa consciência e responsabilidade em adquirir a inclusão, cabe a nós, maior parte da sociedade, sensibilizar-nos e fazer com que essas pessoas, com necessidades especiais, não se sintam excluídas, começando por simples gestos, como ajudar algum portador de mobilidade reduzido a atravessar a rua.
            Não se deve subestimar as capacidades diante do “diferente” e, muito menos, ignorar sua deficiência, pois isso não significa que um é melhor que o outro. Pessoas com mobilidade reduzida e necessidades especiais apenas não têm a chance de se relacionar e utilizar o meio, pelo fato desses espaços não serem adaptados e adequados a eles, como em Capão Bonito, por exemplo, onde praças e parques públicos não seguem os padrões exigidos por lei, excluindo essas pessoas com necessidades especiais do acesso a vários lugares. Ter acessibilidade não é apenas permitir que pessoas com deficiência participem de atividades que utiliza o espaço, mas sim a inclusão de todos, por toda a população, unindo-os para que exista a interação social.
            Portanto, a acessibilidade e inclusão é a consequência dos seres humanos sensibilizados e solidários, que visam um mundo melhor, não pensando apenas neles, mas, ajudando o próximo, pois todos têm os mesmos direitos, o meio para se chegar a eles é que precisam ser pensados e isso, só pela sensibilização e conscientização de todos!