quarta-feira, 29 de maio de 2013

1ª descida ecológica da Acessibilidade, ONG ‘Olho D’água do Panema’

Na manhã do sábado (27/04/2013) foi especial para um grupo de crianças e jovens em Capão Bonito (SP). Eles participaram de um projeto ecológico promovido pela Organização Não Governamental ‘Olho D’água do Panema’ que desenvolve ações de preservação ao meio ambiente e ao rio Paranapanema.
No grupo, crianças e adolescentes com deficiência.
Além de inclusão, projeto tem objetivo de conscientizar sobre a natureza.



Fonte G1:
http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2013/04/ong-promove-passeio-ecologico-para-jovens-em-capao-bonito-sp.html

Inauguração da Trilha Acessível no Parque Estadual Carlos Botelho

ONG OLHO D’ÁGUA DO PANEMA
Dia 14 de Setembro, aniversario de 30 anos de fundação do Parque Estadual Carlos Botelho, fomos convidados a participar das festividades, pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado. Alem das festividades, duas inaugurações; sendo uma trilha para deficientes físicos (Trilha das Bromélias) e um espaço cultural. Participaram do evento o Sr. Paulo Fernandes de Moraes (Presidente da ONG), Ricardo Pinto de Oliveira e o vereador Luciano Baixinho, o qual, junto com alguns cadeirantes testou e aprovou a trilha para deficientes, e muito entusiasmada pensa em projetos desse estilo para nosso município. 
Agradecemos de coração pela acolhida e elogios pelo nosso trabalho, do simpático Sr Celso Mussin (Prefeito de São Miguel Arcanjo), Sr. Bruno Covas (Secretario do Meio Ambiente do Estado de São Paulo), Sr. Lucas Campagna (Assessor do Secretario do Meio Ambiente) e ao Sr. Edson Moraes (Comandante da Policia Ambiental).
Ficou também acertado uma reunião entre Governador do Estado, Secretario do Meio Ambiente, Comandante da Policia Ambiental e Diretoria da ONG, para direcionar os rumos da campanha da Piracema (Época da desova dos peixes) deste ano, pois precisamos completar o ciclo dos dois milhões de peixes soltados pela Duke Energy (Boa parte em parceria com a ONG Olho D’Água do Panema), com pelo menos uma desova e como nosso município é um berçário natural para reprodução, precisamos tentar acabar com a pesca predatória (redes, tarrafas, covos, etc.), para aumentar consideravelmente a quantidade de peixes no Paranapanema e seus afluentes. Contamos com a colaboração de todos!

Agradecidos,

ONG OLHO D’ÁGUA DO PANEMA

Fonte:
O Jornal CB