sábado, 21 de setembro de 2013

11 DE OUTUBRO DIA NACIONAL DO DEFICIENTE FÍSICO

Os deficientes físicos representam aproximadamente 40% do total de pessoas com deficiência no país, é por eles que muitas manifestações e reflexões acontecem nesse dia. Mais que acessibilidade física, é preciso transpor as barreiras e dar condições para que tenham acesso à cultura, esporte, lazer, educação e ao mercado trabalho, de forma a impedir que suas habilidades sejam ofuscadas.
A ONG OLHO D’ÁGUA DO PANEMA, LUCIANO BAIXINHO E A SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE CAPÃO BONITO, mediante o Centro de Apoio Pedagógico “Paulo Freire” convidam você a fazer parte desta luta através do I Concurso voltado para este tema, conforme segue:
Desenho è Acessibilidade (alunos 6º Ano)
Redação è Inclusão (alunos 7º Ano)

Objetivo:
CONCIENTIZAÇÃO em longo prazo, realizando um concurso, visto que irá preparar futuros cidadãos mais atualizados em questões de ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO.


Apoio ONG Olho D’Água do Panema.




quinta-feira, 5 de setembro de 2013

I Festival da Música Sertaneja da Raiz

Semana do Aniversário do Rio Paranapanema
I Festival da
Música Sertaneja da Raiz
“Paulo Pires de Moraes”

Organizado pela ONG Olho D'Água do Panema

1º Os Dois Violeiros  - Filhos da Liberdade - Campo Grande - MS

2º Paraná e Piazinho - O Ultimo dos Carreiros - Pouso Alegre - MG

3º João Pedro e Adriano - Meu Pai  – São José do Rio Preto - SP 

4º Heraldo Santana e Marcelo Violeiro - Saudade de um Carreiro - Capão Bonito - SP 

5º João Paulo e Bruno Reis - Bolinha - Pedreiras - SP

6º Kanon e Marlon – Pescador e Catireiro - Capão Bonito - SP

7º Cristiano e Rafael - Amargurado - Capão Bonito - SP

8º Martha Prandi e Delmyr - Sonho de Caboclo - Pilar do Sul - SP

9º Bruno Viola e J. Silva - Final Dos Tempos  - Itapeva  - SP

10º Anathan Viola e Tauã - Presente Especial - Munhoz – MG

ANIVERSÁRIO DO RIO PARANAPANEMA

 27/08 – Data Simbólica do Aniversário do Rio Paranapanema, na Fazenda Bom Jesus, ato cívico com Alunos da Rede Municipal de ensino, parabéns ao RIO e soltura de 125.000 (cento e vinte cinco mil peixes) de espécie nativas da região em parceria com a DUKE ENERGY.
No ano de 1979, alguns jovens de Capão Bonito, juntamente o então Prefeito Sr. Abibi Elias Daniel com mais os políticos da época, simpatizantes, entre os quais o "Sr. Paulo Pires de Moraes", revoltaram-se mediante a construção de uma fábrica de Celulose as margens do nosso Paranapanema, na região de Angatuba, foram ate lá inutilizamos as maquinas da terraplanagem e conseguimos a adesão de 11 (onze) municípios da região e fomos com 16 (dezesseis) ônibus ate o palácio do governo do Estadual, chagamos de manhã e nos aglomeramos em frente o palácio, para tentar uma audiência com o então governador Paulo Maluf, nesse ínterim, passou um rapaz e perguntou o que estava acontecendo. Mediante a explicação, essa pessoa se identificou como sendo "TIÃO CARREIRO", resultado obtido:
Conseguimos a "LEI 2060", que proíbe a construção de indústria poluidora desde a represa Jurumirím ate as nascentes do Rio Paranapanema e a música "RIO PARANAPANEMA DO TIÃO CARREIRO".
Eu posso afirmar, pois estava lá.
Paulo Fernandes de Moraes.

sábado, 3 de agosto de 2013

Festival de Interpretação da Música Sertaneja Raiz de Capão Bonito - SP - 2013


Em comemoração a data simbólica do Aniversário do Rio Paranapanema

Com a finalidade de incentivar, apoiar e preservar a Música Sertaneja Raiz, a Ong Olho D’Água do Panema, apoiada pela Rede de Cidadania Ativa de Capão Bonito, Empresários e Prefeitura Municipal, promove o I-Festival de Interpretação da Música Sertaneja Raiz  “Paulo Pires de Moraes”. Classificatória e Final; nos dias 30 (Sexta) e 31 (Sábado) de Agosto de 2013, com inicio as 19:00 horas no Clube Kai-Kan. No primeiro dia, serão ouvidas todas as duplas inscritas e destas serão selecionadas 15 (quinze).No segundo dia serão ouvidas  as 15 (quinze) Duplas finalistas, que serão classificadas de acordo com a pontuação dada pelos jurados. Haverá  premiação para as 10 melhores colocadas.

Regulamento do Festival:
Ficha de Inscrição:

quarta-feira, 29 de maio de 2013

1ª descida ecológica da Acessibilidade, ONG ‘Olho D’água do Panema’

Na manhã do sábado (27/04/2013) foi especial para um grupo de crianças e jovens em Capão Bonito (SP). Eles participaram de um projeto ecológico promovido pela Organização Não Governamental ‘Olho D’água do Panema’ que desenvolve ações de preservação ao meio ambiente e ao rio Paranapanema.
No grupo, crianças e adolescentes com deficiência.
Além de inclusão, projeto tem objetivo de conscientizar sobre a natureza.



Fonte G1:
http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2013/04/ong-promove-passeio-ecologico-para-jovens-em-capao-bonito-sp.html

Inauguração da Trilha Acessível no Parque Estadual Carlos Botelho

ONG OLHO D’ÁGUA DO PANEMA
Dia 14 de Setembro, aniversario de 30 anos de fundação do Parque Estadual Carlos Botelho, fomos convidados a participar das festividades, pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado. Alem das festividades, duas inaugurações; sendo uma trilha para deficientes físicos (Trilha das Bromélias) e um espaço cultural. Participaram do evento o Sr. Paulo Fernandes de Moraes (Presidente da ONG), Ricardo Pinto de Oliveira e o vereador Luciano Baixinho, o qual, junto com alguns cadeirantes testou e aprovou a trilha para deficientes, e muito entusiasmada pensa em projetos desse estilo para nosso município. 
Agradecemos de coração pela acolhida e elogios pelo nosso trabalho, do simpático Sr Celso Mussin (Prefeito de São Miguel Arcanjo), Sr. Bruno Covas (Secretario do Meio Ambiente do Estado de São Paulo), Sr. Lucas Campagna (Assessor do Secretario do Meio Ambiente) e ao Sr. Edson Moraes (Comandante da Policia Ambiental).
Ficou também acertado uma reunião entre Governador do Estado, Secretario do Meio Ambiente, Comandante da Policia Ambiental e Diretoria da ONG, para direcionar os rumos da campanha da Piracema (Época da desova dos peixes) deste ano, pois precisamos completar o ciclo dos dois milhões de peixes soltados pela Duke Energy (Boa parte em parceria com a ONG Olho D’Água do Panema), com pelo menos uma desova e como nosso município é um berçário natural para reprodução, precisamos tentar acabar com a pesca predatória (redes, tarrafas, covos, etc.), para aumentar consideravelmente a quantidade de peixes no Paranapanema e seus afluentes. Contamos com a colaboração de todos!

Agradecidos,

ONG OLHO D’ÁGUA DO PANEMA

Fonte:
O Jornal CB