segunda-feira, 9 de abril de 2012

MEU CARO CHICO


Depois que alguns amigos comentaram sobre o texto que você postou no seu blog, onde se diz imparcial. Oras, se somar tudo o que  escreveu quando estava com o Junior Tallarico e depois de você ter mudado de lado, somando e dividindo por dois pode ser que seja “IMPARCIALIDADE”. 

Quando você me coloca como sendo o que há de pior na política capãobonitense, me sinto no direito de uma resposta. Baseando-se na sua opinião sobre o PSD como sendo o que há de pior na política, eu Luciano Baixinho integrante do mesmo também me enquadro em sua critica? 

Posso não ter experiência de muitos políticos que passaram por aqui, mas de uma coisa eu me orgulho, pois sou HONESTO e tenho o respeito e a admiração de muitos que aqui residem, o que me sobra e coragem e determinação para alcançar meus objetivos. 

Seu discurso é contraditório, uma hora elogia o secretariado e outra critica os próprios companheiros.
 No mesmo texto você fala que, na possibilidade do prefeito confirmar um enlace demagogo se aliando com o PSD você seria o primeiro a debandar e torcer por uma candidatura mais coerente e digna. 

Ficam duas perguntas:
-- Seria pela entrada do PSD ou pela saída do vice Marco Citadini?
-- A ATUAL GESTÃO NÃO É COERENTE E DIGNA?

Como disse um amigo..

Chiquinho chega, para com isso.

Um abraço.
Luciano Baixinho.

2 comentários:

  1. Caro amigo Luciano Baixinho com mais de 25 anos acompanhando a política a vejo por uma outra ótica, sem emoção e de uma maneira fria para que não me iluda com a mesma. Pois bem, o que leva pessoas de opiniões formadas e definidas e que não as escondem de ninguém em um passado recente possam mudar tão facilmente de posição. E o que é mais estarrecedor é deixar ser influenciado e influenciável por terceiros.Eu pergunto: Qual é este motivo que passa por cima de valores pessoais??
    Será que estar aliado a pessoas que estão no poder de forma passageira ou até mesmo em uma pseudo elite que goza de alguns ambientes que só eles frequentam é suficiente para dar as costas aos seus valores. Sabe querido Baixinho eu já vi esse filme antes, a opinião expressa no blog Chicotada não é de seu autor!!!

    ResponderExcluir
  2. A ética do jornalista:

    Pelo fato de ter uma procuração tácita da sociedade para apurar, investigar, o jornalista é
    talvez o profissional de quem mais se exige o respeito aos princípios éticos. O principal
    desses princípios é o respeito à verdade. Havendo qualquer dúvida, por menor que seja,
    o jornalista não deve publicar uma denúncia. Outro princípio ético fundamental é a
    obrigação de ouvir – ou pelo menos tentar ouvir – a pessoa ou instituição que vai ser
    denunciada pelo jornal. Nessa mesma linha, é preciso seguir o princípio ético de ouvir a
    outra parte. Ou seja: se A faz uma denúncia contra B, na mesma notícia deve constar
    também a palavra de B. Constam da ética jornalística, ainda, o cuidado de evitar o tom
    alarmista ao divulgar uma informação, o respeito pela legislação, a atenção às normas
    vigentes quanto a saúde, segurança. Enfim, o jornalista ético é necessariamente um
    profissional consciente das possíveis conseqüências daquilo que publica.

    ResponderExcluir